Tuesday, 16 March 2010

Wednesday, 10 March 2010

Sitting

What's the most difficult about doing PhD?
Well, for me, at the moment...sitting all day indoors.

Monday, 8 March 2010

Wenn nicht mehr Zahlen und Figuren

"Wenn nicht mehr Zahlen und Figuren
sind Schlüssel aller Kreaturen,
Wenn die so singen, oder Küssen
Mehr als die Tiefgelehrten wissen,
Wenn sich die Welt ins freie Leben
Und in die Welt wird zurück begeben,
Wenn dann sich wieder Licht und Schatten,
Zu echter Klarheit werden gatten,
Und man in Märchen und Gedichten
Erkennt die Wahren Weltgeschichten,
Dann fliegt vor Einem geheimen Wort
Das ganze verkehrte Wesen fort."

Novalis

Friday, 5 March 2010

Biodiversidade e sonhos suculentos

Recentemente estive num seminário sobre a conservação de um sítiozinho verde no meio da cidade de Colchester. O pessoal estava animado: "vejam só, um espaço tão pequeno, que serviu para depósito de lixo industrial durante décadas, no meio de uma cidade, e é tão biodiverso!" E um professor de sociologia notou: "estes espaços verdes nas cidades são cada vez mais importantes para a conservação da natureza, visto que a agricultura industrial não permite que plantas e animais selvagens subsistam nos espaços agrícolas."
Já adivinharam?
Pois, nesse momento fiquei com umas dores no coraçanito e mesmo deprimida...
Se me parece que Portugal está degradado...apenas com rastícios de natureza autóctone...é de facto um paraíso de biodiversidade: o melhor que há, o melhor que nos resta!...
Assim acontece que esta noite sonhei com a biodiversidade da Roménia. Estava ali a caminhar pelos montes ardidos e só velhos romenos se cruzavam comigo (deve ser o meu subconsciente desperto para a marginalização agrícola que lá também se passa, graças, em parte, à integração Europeia) e espantava-me com a diversidade de flores e plantinhas. Até uma Linaria bem grande com flores amarelas lá havia!...
Como é que fomos capazes de trocar umas comodidadezecas que se tornam lixo em três tempos por toda esta beleza e riqueza da natureza???

Está bem dito

"O modelo actual de desenvolvimento económico dá prioridade ao crescimento económico e à produção de bens, acima da melhoria das condições de vida das pessoas e da erradicação da pobreza."

in Redclift, M. (1984). Development and the Environmental Crisis. Methuen, London e New York.

Thursday, 4 March 2010

Andamos a gastá-lo porque sim

É verdade, sim senhora. Se andamos a gastar fundos públicos com a agricultura, e depois deixamos a competição externa inviabilizar economicamente os investimentos...o que andamos a fazer?!

Ah pois, são na sua maioria fundos Europeus, por isso pouco importa estarmos a desbaratá-los, é isso? Queijarias abandonadas na paisagem ficam bonitas. É um investimento na arte e no embelezamento do país. Pode atrair turistas.

Leitura de Pedro Lains (2009) "Agriculture and Economic Development in Portugal, 1870-1973".

Schläft ein Lied in allen Dingen

"Schläft ein Lied in allen Dingen,
die da träumen fort und fort,
und die Welt hebt an zu singen,
triffst du nur das Zauberwort."

Joseph von Eichendorff

Tuesday, 2 March 2010


Autoridades académicas (Fora!)

Neste sistema académico persiste este poder asqueroso que os professores têm sobre os alunos - porque os avaliam. Estamos às vezes nas mãos de gente atrasada e mesquinha e temos que fazer as coisas de modo a que eles fiquem satisfeitos, muito embora possa não corresponder ao que queremos ou precisamos de fazer. Eles é que estabelecem para nós nas aulas o que são os factos, que depois somos obrigados a regurgitar nos exames. Se nós pensarmos mais além até somos penalizados, porque dizemos algo que não corresponde àquilo que nos foi inculcado, ou seja, não decorámos a lição como devia ser.

Graças ao Divino estou quase por fora deste sistema de poder, mas vejo o acontecer à minha volta e vejo professores a assumir que eles é que mandam, com uma naturalidade que me dá contorções ao estômago...e arrepios.